Buscar
  • historicendurance

Qualificação emocionante para o Classic GP by Portugal Sotheby’s Realty no Estoril Classics


Os motores já roncaram esta sexta-feira no Autódromo do Estoril, dando o início oficial à 6ª edição do Estoril Classics, com uma qualificação para o Classic GP by Portugal Sothebys Realty empolgante a dar o mote para todo o fim-de-semana.

Foram algumas as tardes em que se viveram grandes duelos entre a Lotus e a Williams no “Nosso Autódromo” durante a qualificação, sendo aquele que mais rapidamente no vem a memória o sucedido em 1986, quando Ayrton Senna, no seu carro decorado com as cores da JPS, bateu Nigel Mansell, num monolugar de Frank Williams, por 0,8s.

Hoje voltou a assistir-se a um duelo entre carros destes dois construtores de Fórmula 1, com dois exemplares de cada uma delas a monopolizar as duas primeiras linhas da grelha de partida para a primeira corrida do Classic GP by Portugal Sothebys Realty.

Numa batalha intensa entre o Lotus 87B de Nick Padmore e o Williams FW07B de Martin O’Connell, ambos foram passando pelo topo da tabela tempos até que o piloto do carro de Hethel se impôs ao seu adversário do monolugar de Didcot (a Williams passou para Grove apenas em 1994) por apenas 0,094s, o que demonstra bem a competitividade vivida esta tarde no Autódromo do Estoril.



Nas posições imediatas ficaram Steve Brooks, em Lotus 91, e Mark Hazell, em Williams FW08C, mas sem conseguirem acompanhar o ritmo dos dois homens da frente.

Na classe A, reservada a carros construídos até ao final de 1979 e sem efeito de solo ou fundo plano, foi o Embassy Lola T370 de Jamie Constable a levar a melhor, superiorizando-se ao Lotus 78 de Marc Devis por uns escassos 0,741s, evidenciando a grande competitividade que se viveu na qualificação desta tarde.



A primeira corrida do Classic GP by Portugal Sothebys Realty será disputada já amanhã às 12h45, esperando-se lutas intensas entre os protagonistas das fantásticas máquinas que compõem a entusiasmante grelha de partida num dia que promete.


Hors d’Oeuvre ao estilo de Le Mans

Para além da Fórmula 1, mais cinco competições tiveram hoje as suas qualificações para definir as grelhas de partida das respectivas corridas da edição deste ano do Estoril Classics.

Na Classic Endurance Racing 2 a Toj esteve em plano de evidência, tendo três carros deste construtor ficado nos três primeiros lugares da folha de tempos, com Yves Scemama a liderar a armada dos protótipos alemães.

O protótipo MG-Lola EX257 de Mike Newton impôs-se entre os concorrentes da Endurance Racing Legends na primeira qualificação, batendo o melhor dos protótipos de Grupo C, o Olmas GLT 200 de Bertrand Rouchaud / Antoine Weil, de forma categórica.

Na segunda qualificação foi um carro semelhante a levar a melhor, mas desta vez pilotado por Christian Glazel, colocando dois MG nas duas primeiras posições.

A Lotus, que esteve em plano de evidência na qualificação de Fórmula 1, voltou a estar em destaque no Fifties Legends, tendo Serge Kriknoff colocado o seu XI 1500 na pole-position da categoria.

Por seu lado, a Bizarrini esteve em grande no The Greatests Trophy, ocupando os dois primeiros lugares. Dirk Ebeling / Leon Ebeling impuseram o seu imponente 5300 GT ao carro semelhante de Christian Bouriez.



Andrew Newall, em Shelby Cobra 289, foi o mais forte na Sixties’ Endurance, mas para isso teve de se haver com Maxime Guenat, também ele num grandioso GT americano preparado por Carroll Shelby, ficando os dois separados por uns inexpressivos 0,050s.

Amanhã, toda esta competitividade e emoção volta à mais antiga pista permanente portuguesa, começando o programa do Estoril Classics logo às 9h00 para se estender até às 19h30, contando com cinco corridas e quatro qualificações. O momento alto da jornada será a primeira prova do Classic GP by Portugal Sotheby’s Realty que terá semáforo aberto às 12h45.



Fotos Copyright @ Eduardo Fernandes







289 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo