top of page
Buscar
  • historicendurance

Abriram-se as portas do Estoril Classics 2023



A edição deste ano do Estoril Classics teve hoje o seu início, suscitando já muito interesse entre o público, que compôs o paddock e a Bancada A, tendo acesso algumas novidades, para além de ver máquinas inesquecíveis em pista, como já é tradição no início de Outubro no Autódromo do Estoril.


Foi sob um glorioso Sol de Outono que as máquinas e pilotos se fizeram à pista, dando início aquele que já é considerado um dos eventos de competição motorizada de clássicos mais importantes do mundo.


Para além de testes privados, foram realizadas qualificações onde os carros foram testados no seu máximo potencial na tentativa dos seus pilotos ficarem o mais bem classificados possível para as corridas que serão realizadas ao longo do fim-de-semana.




Poder ver máquinas desde os protótipos até aos Fórmula 1, passando pelos GT e pelos Turismo, que foram pilotadas por nomes icónicos como os de Jochen Rindt, Helmut Marko, Ronnie Peterson, Alan Jones, James Hunt entre muito outros a serem levados ao limite é uma experiência única que hoje já pôde ser testemunhada pelo muito público que já marcou presença no mais antigo circuito permanente de Portugal, mas amanhã e domingo será esperada uma verdadeira enchente que dará ainda mais colorido a todo o evento.


Quem se deslocar ao traçado situado em Cascais poderá ainda experimentar as exibições impressionantes das motos do Amicale Spirit of Speed, cujos motores rugiram no ‘Autódromo’ numa fúria de sensações inesquecíveis, principalmente para os adeptos das duas rodas, que poderão ver máquinas que fizeram história nos principais campeonatos de motociclismo das disciplinas de MotoGP, Road Racing e Superbikes.



Mas existem ainda novidades de última hora que irão deliciar e entusiasmar todos os fãs dos desportos motorizados, que poderão estar em contacto com alguns automóveis únicos.


No paddock, no stand da Liqui Moly poderá ser visto um Jordan EJ15, o modelo que permitiu a Tiago Monteiro conquistar o terceiro posto no Grande Prémio de Fórmula 1 dos Estados Unidos da América de 2005, sendo o primeiro, e único, português a subir ao pódio de uma prova da categoria máxima.


Também no paddock, no stand da Aston Martin, estará um belíssimo Vantage AMR GT4, uma máquina de competição com o qual Álvaro Ramos e Fernando Soares participam no Iberian Supercars Endurance e no Campeonato de Portugal de Velocidade, sendo esta uma paragem obrigatória.


Se no paddock o interesse é grande, em pista não será menos, com máquinas de grande valor histórico, inclusivamente para os portugueses.




Na Endurance Racing Legends todos poderão ver um Porsche 911 GT2 com que os irmãos Mello Breyner competiram nas 24 Horas de Le Mans de 1997. Manuel, Tomáz e Pedro terminaram a prova no terceiro posto da classe LMGT2, mas mais importante que isso, mostraram o caminho a outros pilotos portugueses e desde então a bandeira lusa tem sido uma constante na prova de La Sarthe.


Aos mais conhecedores do fenómeno dos clássicos não escapará o Jaguar E-Type Roadster 3.8 de 1961, dividido por Marc Gordon e Nick Finburgh, na competição Fifties Legends. Este carro foi pertença de Manuel Nogueira Pinto, o conceituado piloto português que esteve actividade nos anos 1950 e 1960.


O seu interesse histórico não é apenas importante para os portugueses, sendo um dos E-Types Roadster mais valiosos do mundo.





Os motivos de interesse são tantos que se torna quase impossível a um verdadeiro adepto de desportos motorizados não marcar presença no Estoril Classics, mas só mesmo no Autódromo do Estoril se tem uma verdadeira dimensão da força da história que as competições, carros e motos carregam.


Os bilhetes para os três dias estão já esgotados, mas existem ainda alguns, poucos, de dia único, tanto para sábado como para domingo, sendo o acesso à Bancada A gratuito.




Ligier assegura a pole-position para Classic GP


Hoje, foi realizada a qualificação para o Classic GP, tendo Soheil Ayari conquistado a pole-position.


Vinte e uma máquinas fizeram-se à pista para definir a grelha de partida para a primeira corrida de F1 do Estoril Classics, que será efectuada amanhã às 16h05, tendo os seus pilotos os levado ao limite.


No final, o Ligier JS21 pilotado por Ayari foi o mais rápido, realizando uma volta ao Autódromo do Estoril em 1m35,059s, deixando o segundo classificado, o Tyrrel 011 pilotado por Jamie Constable, a 1,6s.


Na terceira posição ficou Katsu Kubota que nos seu Lotus 72, um modelo que deu títulos a Jochen Rindt e a Emerson Fittipaldi, foi o mais rápido da classe A, carros pré-efeito de solo, dividindo a segunda linha com o Ensign MN181-B, pilotado por Laurent Fort.


O Williams FW08, um modelo que deu à equipa de Frank Williams os seus primeiros títulos, permitiu a Mark Hazell registar o quinto "crono", tendo ao seu lado o Lotus 78 de Marc Devis.




283 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page