top of page
Buscar
  • historicendurance

A Fórmula 1 regressa a Portugal com argumentos de peso



A Fórmula 1 regressa no início de Outubro a Portugal, com o Classic GP integrado no Estoril Classics, e promete inebriar os muitos adeptos esperados com o rugido dos potentes e rotativos motores a ecoarem pelo Autódromo do Estoril.


Já é tradição, em Outubro os carros que fizeram história na categoria máxima do desporto automóvel visitam o emblemático autódromo português, onde se escreveram páginas de ouro do automobilismo mundial.


Mais uma vez, este ano espera-se que o Classic GP tenha uma lista de inscritos numerosa e com diversas máquinas que se destacaram e que prometem fazer as delícias de todos os fãs que se deslocarem até ao Autódromo do Estoril nos dias 6, 7 e 8 de Outubro.




Para já, são dezassete os monolugares confirmados para a prova, sendo o mais antigo o Surtees TS9 Ford Cosworth que defendeu as cores da equipa em 1971 e 1972, tendo como melhor resultado o segundo posto conquistado por Mike Hailwood no Grande Prémio de Itália de 1972.



O modelo mais recente em pista será o Ligier JS21 Ford Cosworth, que exibe as icónicas cores da Gitanes. O carro da equipa francesa esteve no activo em 1983 pelas mãos de Raul Boesel e Jean-Pierre Jarier sem grande sucesso, mas as suas formas exóticas seguramente que atrairão atenções.


Entre os carros com maior história no Campeonato do Mundo de Fórmula 1 estão o Lotus 72 Ford Cosworth e o Williams FW07 Ford Cosworth.



O carro criado para a temporada de 1969 pela equipa de Colin Chapman, mas que se manteve no activo até 1975, marcou um novo paradigma para os monolugares de Fórmula 1 com os radiadores colocados lateralmente.


O Lotus 72 levou até ao título Jochen Rindt e Emerson Fittipaldi e assegurou ainda três ceptros de construtores para a equipa. É seguramente um carro para seguir com atenção, até porque ostentará as elegantes cores da John Player Special.


O Williams FW07 Ford Cosworth foi, talvez, o carro mais importante da história da equipa fundada por Frank Williams, dado que a assegurou as suas primeiras vitórias e os seus primeiros títulos.


O monolugar criado por Patrick Head esteve em pista entre 1979 e 1983 e permitiu a Alan Jones assegurar o Campeonato de Pilotos de 1980 e à Williams conquistar o ceptro de construtores no mesmo ano e em 1981.


Para além destes monolugares, que são marcantes na história da Fórmula 1, haverá outros que farão as delícias dos muitos adeptos que encherão o Autódromo do Estoril.


Um deles será seguramente o Alfa Romeo 182 V12, com o qual Andrea de Cesaris e Bruno Giacomeli defenderam as cores da marca de Arese em 1980.



O monolugar saído da pena de Gérard Ducarouge, animado por um imponente V12 de três litros, não foi muito bem-sucedido, tendo como melhor resultado o terceiro lugar conquistado por Andrea de Cesaris no Grande Prémio do Mónaco, mas o cantar do seu motor destacar-se-á claramente dos restantes Ford Cosworth V8.


Estes são mais que motivos para assegurar uma visita ao Estoril Classics, estando os bilhetes para o paddock já à venda (no website oficial do Estoril Classics, na BoL, e também fisicamente na FNAC, Worten, El Corte Inglês e CTT Correios), prevendo a organização que esgotem ainda antes do início do evento, uma vez que são esperadas mais de trinta mil pessoas.


O acesso à bancada A é gratuito ao passo que a entrada no paddock terá o custo de 20 euros na sexta-feira e 30 euros nos restantes dias, ou 50 euros para todo o evento, podendo os seus titulares ver as máquinas e as equipas de perto, para além de todas as actividades, incluindo a “Pitstop Village”.




423 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page